Violência contra a mulher em destaque no noticiário

Devido à proximidade do dia 08 de março, data em que se “celebra” o Dia Internacional da Mulher, algumas emissoras televisivas, em especial a Rede Globo, aproveitaram o momento para falar sobre o assunto em sua grade de programação.

O destaque foi a priorização pela divulgação de dados sobre violência, mercado de trabalho e preconceitos que atingem as mulheres. A comunicação foi positiva, uma vez que a televisão é ainda o meio de comunicação de massa mais forte, com grande alcance em todas as classes sociais.

O apresentador Fausto Silva, durante seu programa semanal Domingão do Faustão do último dia 05/03 priorizou dados comparativos do mercado de trabalho para mulheres e homens, além de apresentar números gerais sobre violência de gênero.

Segundo o programa, em quase todos os países do mundo, as mulheres trabalham mais horas que os homens e ganham menos; dos 30 empregos mais bem pagos do mundo, 26 são dominados por homens. O programa também enfatizou que uma em cada três mulheres no mundo já sofreu abuso sexual e o Brasil está entre os cinco países do mundo onde se mata mais mulheres (ficando atrás apenas de El Salvador, Colômbia, Guatemala e Rússia). O Domingão do Faustão possui 17.768.932 telespectadores. Deste total, 46% são formados por pessoas com mais de 50 anos e 58%, por homens. No último domingo, o programa atingiu 18,1 pontos no Ibope.

O Mais Você do dia 07/03 apresentou dados do mercado de trabalho e apontou que, no Brasil, a maioria das mulheres que ocupam cargos iguais aos dos homens ganham 69% a menos. Segundo dados do Fórum Econômico Mundial divulgados durante o programa, num ranking com 144 países, o Brasil ocupa o 79º lugar quando o assunto é igualdade salarial entre homens e mulheres que desempenham a mesma função.

A atração comandada por Ana Maria Braga possui cerca de 6.601.029 telespectadores, sendo 65% formado por mulheres. O programa desta segunda-feira atingiu 7,8 pontos no Ibope.

O primeiro programa da atual temporada de Amor e Sexo, que foi ao ar no último dia 26 de janeiro, teve o Feminismo como tema central e apresentou dados sobre a violência contra a mulher. O didatismo demonstrado pela apresentadora Fernanda Lima e a divulgação de informações com dados referenciais do Brasil foram os pontos fortes do programa, que rendeu 15,9 pontos no Ibope.

Entre os dados apresentados, vale destacar: o homicídio de mulheres negras aumentou 54% em 10 anos no Brasil; a cada quatro minutos, uma mulher dá entrada no SUS vítima de violência; a cada onze minutos, uma mulher é estuprada no Brasil.

Por Priscila Basilio